A Amarati

Nossa história

A Amarati é uma entidade filantrópica sem fins lucrativos, localizada no município de Jundiaí-SP e que há mais de 35 anos atende a pessoas com deficiência causadas por lesões neurológicas, como paralisia cerebral (encefalopatia crônica não evolutiva, causando déficits motores), mielomeningoceles (má formação da medula espinhal à qual ocorre durante o desenvolvimento do feto), síndromes genéticas (alterações cromossômicas que ocorrem nas células durante a formação do feto), distrofias musculares (alterações nas fibras musculares que levam à perda da capacidade de contração dos músculos e consequentemente à perda de movimentos) e lesões medulares.

Nossa missão

A Amarati existe para promover a qualidade de vida às pessoas com lesões neurológicas através de um atendimento transdisciplinar humanizado.

O que buscamos

Buscamos ser referência na promoção de qualidade de vida das pessoas com lesões neurológicas através de um atendimento técnico clínico especializado. Também buscamos a excelência técnica em benefício dos assistidos e da comunidade, através do atendimento transdisciplinar com aprimoramento contínuo, baixa rotatividade de profissionais, bom nível de comunicação, valorização do profissional e seu comprometimento em todas as esferas.

A Amarati acredita na humanização das relações: não vemos o assistido e sua família como beneficiários, mas sim como seres humanos em situação de vulnerabilidade social e emocional. Praticamos isso exercendo a empatia, o acolhimento, com discurso claro e direto, mas sempre respeitando os limites e as diferenças.

A cooperação, solidariedade e proatividade estão presentes nas atividades da instituição. Todo nosso trabalho é guiado com transparência e ética entre profissionais, a comunidade e colaboradores.

Patologias

Paralisia Cerebral

Encefalopatia crônica e não evolutiva na qual são predominantes os distúrbios da motricidade, aparecendo nos primeiros anos de vida, alterando seu processo de desenvolvimento.

Deficiência Intelectual

Funcionamento intelectual significativamente inferior à média, acompanhado de limitações no funcionamento adaptativo em pelo menos duas das seguintes áreas de habilidades: comunicação, auto cuidados, vida doméstica, habilidades sociais, relacionamento interpessoal, uso de recursos comunitários, auto-suficiência, habilidades acadêmicas, trabalho, lazer, saúde e segurança.

Mielomeningocele

Má formação congênita do sistema nervoso central, caracterizado por falta de fusão dos arcos vertebrais posteriores, ocorrendo a saída de recido nervoso através do defeito ósseo, formando um cisto em qualquer segmento da coluna, recoberto por pele.

Distrofia Muscular Progressiva

As distrofias musculares são um grupo de doenças de causa genética, caracterizadas por degeneração progressiva dos músculos esqueléticos. Atualmente são conhecidos por mais de 30 tipos de distrofia muscular que se diferenciam entre si: na idade em que se manifestam os primeiros sintomas (desde o nascimento, na infância, na adolescência ou na idade adulta), na gravidade desses sintomas, na velocidade de progressão da doença, nos músculos que são preferencialmente afetados e mecanismo de herança genética.

Síndromes Genéticas

Trata-se de um conjunto de sinais e sintomas que quando incidem num mesmo momento sugerem o diagnóstico de alterações genéticas, necessitando de encaminhamento para um médico geneticista para confirmação do cariótipo (estudo dos cromossomos materno e paterno)

Sequelas de acidentes de trânsito, doenças neurológicas tardias e outros traumas acometidos na fase adulta.

Atropelamentos, acidentes domésticos, acidentes de trabalho, ferimento por projétil, doenças degenerativas , acidentes vascular cerebral, etc.